Filho do príncipe Charles fumou maconha, diz imprensa

O príncipe Charles levou seu filho caçula, Harry, para uma clínica de reabilitação para mostrar a ele os perigos do abuso no consumo de drogas e álcool, depois que o segundo fiho de seu casamento com a Lady Di admitiu ter fumado maconha e ficado alcoolizado. A notícia foi dada por um jornal londrino, e o Palácio Saint James, residência oficial do príncipe Charles, disse que o assunto agora já foi resolvido. "Este foi um problema muito sério, que foi resolvido dentro da família e já está encerrado", disse neste sábado um porta-voz palaciano, falando sob a condição de manter o anonimato. De acordo com o ?News of the World?, Charles tomou a decisão após descobrir que seu caçula, agora com 17 anos, havia consumido maconha e bebido num pub da região de Highgrove, no oeste da Inglaterra. O uso de maconha é ilegal na Grã-Bretanha e bebidas alcoólicas só são permitidas para maiores de 18 anos. Harry tinha 16 quando confessou seus deslizes ao pai, no verão passado, conta o jornal. A clínica não indicou nenhum tratamento para Harry, mas ele conviveu com adictos durante sua visita de um dia ao centro de reabilitação para aprender sobre os perigos do consumo de drogas. O jornal disse que Harry fumou maconha durante um período de dois meses em Highgrove, num pub das proximidades e em festas em casas de amigos. Charles estava quase todo o tempo fora, em missões oficiais, e o irmão mais velho de Harry, o príncipe William, também estava fora, num ano dedicado a viagens antes de entrar para a universidade, relatou o ?News of the World?. Charles tomou conhecimento do comportamento de Harry através de um seu funcionário em Highgrove, que notou no caçula da casa real um forte cheiro de maconha. O herdeiro da coroa agiu rapidamente, conversando com o filho e levando-o à clínica de reabilitação no sul de Londres. Desde então, disse um amigo da família ao jornal, ele não consumiu mais álcool nem drogas. Vários tablóides britânicos, incluindo o ?Sunday Mirror?, o ?The Mail on Sunday? e o ?Sunday People?, também fizeram reportagens sobre a suposta transgressão cometida pelo príncipe Harry perto de Highgrove.

Agencia Estado,

12 Janeiro 2002 | 21h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.