Filho manteve corpo de pai na geladeira por 13 anos

Um homem manteve o cadáver de seu pai dentro de uma câmara frigorífica durante 13 anos com a esperançade que ele ressuscitasse um dia, disseram hoje fontesjaponesas em Yokohama.O homem, com cerca de 50 anos e desempregado, desapareceu há dois meses e a empresa local de eletricidade cortou o fornecimento de energia elétrica, disseram funcionários sob condição de anonimato.O cadáver foi descoberto pela polícia depois que vizinhos sequeixaram de um odor desagradável proveniente de seu apartamento na cidade de Yokohama, 29 quilômetros ao sul de Tóquio.Segundo os registros da cidade, o pai morreu em novembro de 1988. A família realizou o funeral. Mas o filho não permitiu que o corpo fosse cremado e levou o cadáver do pai para casa.Familiares citados pela agência de notícias Kyodo disseram que o filho estava convencido de que um dia o pai voltaria a viver.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.