Filhos de Kim não são eleitos para Parlamento norte-coreano

Para analistas, um dos três está sendo preparado para substituir presidente, que foi reeleito com 100% dos votos

Agência Estado e Associated Press,

09 de março de 2009 | 16h53

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Il, foi reeleito por unanimidade pelo parlamento do país, informou a mídia estatal nesta segunda-feira. A eleição foi observada de perto em busca de sinais de mudanças políticas ou de que o líder autocrático tenha escolhido um sucessor. Mas nenhum dos três filhos de Kim estava entre os 686 outros legisladores anunciados pela mídia estatal nesta segunda-feira. Veja também:Coreia do Norte sobe o tom e coloca Exército de prontidãoKim Jong-il é reeleito com 100% dos votosEnviado dos EUA lamenta ameaças da Coreia do Norte  Relatos indicavam que o filho mais novo de Kim, Kim Jong Un, concorria por uma cadeira no parlamento na eleição de domingo. Isso levou a especulações dos analistas de que o filho mais novo do autocrata estava sendo preparado para herdar o poder. A eleição no domingo, de partido único, teve o comparecimento de 99,98% dos eleitores, com o eleitorado elegendo apenas um candidato para cada distrito do país, informou a Agência Central de Notícias da Coreia. Kim, com 67 anos, sofreu um derrame e uma cirurgia cerebral em agosto do ano passado, o que aumentou os temores de que a possível morte súbita do autocrata levasse a Coreia do Norte, um país com armas nucleares, à instabilidade.  O governo norte-coreano negou que Kim estivesse doente e adiou a eleição do parlamento até março deste ano. A nova assembleia deverá se reunir no começo de abril e reconfirmar Kim como líder e também dirigente da poderosa Comissão de Defesa Nacional.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do Norte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.