Rolex Dela Pena/Efe
Rolex Dela Pena/Efe

Filipinas: 5 morrem em surto de leptospirose após inundações

Ministério da Saúde indicou que 171 pessoas estão sendo tratadas por leptospirose

03 de janeiro de 2012 | 07h41

MANILA - Pelo menos cinco pessoas morreram em um surto de leptospirose nas zonas inundadas pelas enchentes no sul das Filipinas, em tragédia que já deixou 1.257 mortos e centenas de milhares de deslocados desde 17 de dezembro, informaram fontes oficiais nesta terça-feira, 3.

O Ministério da Saúde indicou ainda que 171 pessoas estão sendo tratadas por leptospirose em Cagayan de Oro e Iligan, as duas cidades mais afetadas pelas inundações na ilha de Mindanao.

"Muitos não são conscientes do contágio quando andam em zonas alagadas para tentar recuperar seus pertences. Além disso, a leptospirose não provém só dos ratos, mas também de animais mortos arrastados pelas enchentes", explicou à Agência Efe o presidente da Cruz Vermelha filipina, Richard Gordon.

A bactéria da leptospirose vive em água contaminada com urina de animais e infecta seres humanos através de feridas na pele ou por ingestão.

É habitual sua aparição em climas tropicais uma semana depois de inundações, e seus sintomas mais característicos são febre alta, vômitos e, nos casos mais severos, pele amarelada, dores de cabeça e urina escura.

Os responsáveis sanitários também temem a aparição de focos de outras infecções nas zonas inundadas, como tétano e dengue.

As condições insalubres em que vivem as pessoas que estão sendo atendidas em abrigos são um dos principais fatores de risco para estas infecções. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.