Filipinas: conflitos entre rebeldes e exército matam 18

Rebeldes muçulmanos separatistas atacaram tropas do exército em duas cidades no sul das Filipinas, provocando confrontos que matarm 17 guerrilheiros e um soldado em uma região onde o governo e o principal grupo insurgente islâmico do país chegaram um acordo de paz no início do ano.

AE, Agência Estado

22 de julho de 2014 | 03h29

O porta-voz regional do exército das Filipinas, Dickson Hermoso, disse que os combatentes do grupo Bangsamoro agrediram os soldados em duas cidades da província de de Maguindanao, o que levou as tropas governamentais a retaliarem. Cinco das dezessete vítimas entre os rebeldes já foram identificadas.

Os rebeldes do Bangsamoro se separaram da Frente de Libertação Nacional Islâmica Moro, o principal grupo rebelde filipino, que assinou um acordo de paz com o governo em março. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
FilipinasViolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.