Filipinas declara estado de calamidade em todo o país

A presidente das Filipinas, Gloria Arroyo, declarou estado de calamidade em todo o país por causa da devastação provocada pelo tufão Ketsana no último final de semana e pelas inundações que se seguiram. A medida ajudará o país a se preparar para o tufão Parma, que deve chegar ao norte das Filipinas no sábado, disse o porta-voz da presidência.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

02 de outubro de 2009 | 06h35

Sob o estado de calamidade, as autoridades locais podem usar fundos de emergência e o governo nacional amplia seus poderes, como o de controle dos preços.

Grandes áreas das Filipinas, incluindo a capital Manila, já estavam sob estado de calamidade desde a passagem do Ketsana, que matou 293 pessoas no país e afetou diretamente a vida de mais de 3 milhões de filipinos. Nesta sexta-feira, a Cruz Vermelha informou que o Ketsana também matou 16 pessoas no Laos e que outras 135 estão desaparecidas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
tufãoKetsanaFilipinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.