Filipinas e EUA iniciam manobras militares conjuntas

Os soldados participarão de diferentes exercícios de desembarque de efetivos e assédio aéreo

EFE,

15 de outubro de 2007 | 04h41

Cerca de 6.500 militares dos Estados Unidos e Filipinas iniciaram nesta segunda-feira manobras conjuntas centradas em ensaios antiterroristas, informou a televisão local "ABS-CBN". Por duas semanas, os soldados participarão de diferentes exercícios de desembarque de efetivos, assédio aéreo e missões de ajuda humanitária, segundo fontes dos dois exércitos citadas pela emissora. O primeiro ensaio, denominado "Talon Vision", ocorreu nesta manhã na antiga base aérea americana em Clark, ao norte da capital, e contou com a presença de helicópteros e caças F-18 procedentes de Okinawa (Japão), entre outros aviões. Para a terça-feira está prevista a primeira manobra de desembarque anfíbio, com três navios de guerra da Armada dos EUA que atracarão esta noite na antiga base naval de Subic, também próxima a Manila, informou Rommel Rodriguez porta-voz das Forças Armadas das Filipinas. Após os atentados de 11 de setembro de 2001, em Nova York e Washington, Estados Unidos e Filipinas reforçaram sua aliança defensiva e retomaram suas manobras militares conjuntas, embora os americanos afirmem que presença está centrada em programas de ajuda humanitária.

Tudo o que sabemos sobre:
filipinasmilitarestreinamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.