Filipinas e Vietnã se preparam para fortes furacões

Mitag e Habiris devem atingir Ásia no final de semana; 700 mil pessoas são retiradas de áreas de risco

Associated Press e Efe,

23 de novembro de 2007 | 08h49

Autoridades intensificaram, nesta sexta-feira, 23, a retirada de dezenas de milhares de pessoas das vilas litorâneas e ribeirinhas a medida que um poderoso ciclone se dirigia rapidamente em direção a região Leste das Filipinas, que ainda se recupera das inundações e deslizamentos mortais do ano passado.  O Furacão Mitag provocou ventos de 160 quilômetros por hora com rajadas de 195 quilômetros por hora na medida que se aproximava da ilha de Catanduanes, na região de Bicol, onde estimava-se que chegaria com força no sábado, disse o chefe do Departamento de Previsão Climática, Nathaniel Cruz. Na ilha, a 40 quilômetros do extremo sudeste de Luzon, pelo menos cinco cidades foram totalmente isoladas. A maioria das estradas foi totalmente inundada, segundo o governador da província, Joseph Cua, informou a rede de televisão GMA. "Há uma forte possibilidade de tempestades", disse Cruz, destacando que enquanto estiver sobre o mar, o furacão poderia se transformar num "super furacão" com ventos em torno de 220 quilômetros por hora.  No Vietnã, as autoridades locais preparam a retirada de 500 mil pessoas por causa do Furacão Hagibis, que matou 13 pessoas nas Filipinas nesta semana. O Hagibis, quarto tufão que passará pelo país desde setembro e o sétimo deste ano, deve causar fortes enchentes em várias províncias, segundo o departamento central de gestão de inundações e tempestades. O governo vietnamita anunciou que quase 240.000 pescadores decidiram não trabalhar no fim de semana, e um deles está desaparecido desde quinta-feira, quando foi visto pela última vez tentando ancorar seu barco perto da ilha de Phu Quy.

Tudo o que sabemos sobre:
MitagHagibisFilipinasVietnã

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.