Filipinas: fiscais bloqueiam bens de Estrada

Fiscais do Tesouro das Filipinas bloquearam uma conta bancária do ex-presidente Joseph Estrada, algumas semanas depois que o governo o impediu de deixar o país e virtude da acusação de enriquecimento ilícito proveniente de suborno e outros atos ilegais. O Departamento da Receita Federal determinou que o dinheiro de Estrada de uma conta no Citibank seja congelado. Oficiais do Departamento de Justiça disseram que eles podem tentar indisponibilizar outros bens e posses do político que foi obrigado a deixar o seu gabinete no último sábado pelo protesto de uma multidão.O órgão também determinou ontem que 24 pessoas ligadas ao ex-presidente, incluindo sua esposa e seu filho não devem deixar o país. A nova presidente, Gloria Macapagal-Arroyo, enquanto isso, enfrenta uma difícil e polêmica escolha de um vice-presidente entre três nomes de ex-aliados de Estrada. Já os aliados do ex-presidente Fidel Ramos, que governou de 1992 a 1998, e mantiveram uma dura campanha contra Estrada, estão pressionando a presidente a aceitar o senador Teofisto Guingona, ex-secretário de Justiça de Ramos, como vice-presidente. Estrada enviou uma carta ao Senado dizendo que ele apenas estava incapacitado temporariamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.