Filipinas inicia evacuação de 250 mil pessoas pelo tufão 'Songda'

A princípio, temporal não tocará a terra, mas levará à região de Bicol, na ilha de Luzon, chuvas torrenciais a áreas propensas a deslizamentos de terra

Efe,

26 de maio de 2011 | 02h39

 

MANILA - As autoridades das Filipinas começaram nesta quinta-feira, 26, a evacuar 250 mil cidadãos perante a chegada à costa oriental do arquipélago do tufão "Songda", que segue ganhando força e já apresenta ventos sustentados de até 150 km/h.

 

A princípio, o temporal não tocará a terra, passando pelo litoral antes de seguir para Taiwan, segundo o serviço nacional de meteorologia das Filipinas (Pagasa).

 

O "Songda" levará à região de Bicol, na ilha de Luzon, chuvas torrenciais a áreas propensas a deslizamentos de terra e próximas ao vulcão Mayon.

 

O governador da província de Albay, Joey Salceda, ordenou que caminhões militares fossem disponibilizados para transferir a população ameaçada e ofereceu cinco quilos de arroz a cada família que se comprometesse a manter-se a salvo até a passagem do tufão.

 

Colégios e repartições públicas foram fechados e cerca de sete mil pessoas aguardam nos portos do país que a Guarda Litorânea libere a saída de navios.

O "Songda" se encontra agora a cerca de 250 quilômetros da ilha de Samar e se desloca em direção noroeste a uma velocidade aproximada de 9 km/h.

 

O Pagasa elevou o alerta ao nível 2 - em escala até 5 - nas províncias de Catanduanes, Sorsogon, Albay, Camarins Sul, Camarins Norte e Samar, enquanto os meteorologistas não afastaram a possibilidade de o temporal chegar a Manila no próximo fim de semana.

 

A capital filipina sofre há dias com chuvas torrenciais e inundações em algumas zonas.

O presidente do país, Benigno Aquino, pôs em alerta várias agências governamentais para alcançar o objetivo de nenhuma vítima fatal.

 

Ao todo, 33 pessoas morreram neste mês nas Filipinas pela tempestade tropical "Aere", a primeira da incipiente estação chuvosa que a cada ano deixa o saldo de 15 a 20 tufões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.