Filipinas pedem a turistas que fiquem longe de vulcão

Ta'al aumenta sua atividade e pode entrar em erupção

Efe,

08 de junho de 2010 | 05h18

MANILA - As autoridades das Filipinas orientaram nesta terça-feira, 8, a turistas que não se aproximem do vulcão Ta'al, considerado uma atração para os visitantes, ao sul da capital, Manila, pois ele está aumentando sua atividade e pode entrar em erupção nas próximas semanas.

 

O interior do vulcão, cuja última erupção aconteceu em 1977, está registrando cada vez mais explosões. A água da pequena lagoa que o rodeia também teve elevação na temperatura, segundo o Instituto de Vulcanologia e Sismologia do país (Philvolcs).

 

As autoridades elevaram esta manhã o nível de alerta a 2 em uma escala de 1 a 5, que adverte o risco de erupção, embora não iminente. O Philvolcs pediu aos turistas que, por enquanto, não visitem o vulcão pelos gases tóxicos que estão começando a ser emitidos.

 

O Ta'al é uma das maiores atrações turísticas do país por sua proximidade a Manila e um dos menores vulcões ativos do mundo.No final do ano passado, as Filipinas contiveram a respiração durante várias semanas quando esteve a ponto de entrar em erupção o vulcão Mayon, na região oriental do arquipélago, mas o perigo se dissipou, e dezenas de milhares de evacuados retornaram a suas casas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.