Filipinas resgatam passageiros de balsa desaparecida

Equipes de resgate encontraram 34 pessoas de um total de 84 que estavam a bordo de uma balsa, que pode ter afundado na noite deste sábado, após enfrentar problemas no motor devido ao mau tempo, na região central das Filipinas.

Estadão Conteúdo

13 de setembro de 2014 | 17h41

O capitão da embarcação M/V Maharlika II ordenou que os 58 passageiros e os 25 tripulantes abandonassem o barco depois que este começou a inclinar devido à agitação da água e os ventos fortes na metade de sua viagem na costa da província de Leyte, disseram a diretora do Escritório de Defesa Civil, Blanche Gobenciong, e funcionários da guarda costeira.

Um navio, enviado pela empresa proprietária da embarcação Maharlika, conseguiu resgatar 34 pessoas, e dois navios estrangeiros, incluindo um navio-tanque de combustível, salvaram um número ainda desconhecido de passageiros e tripulantes, de acordo com o funcionário da guarda costeira das Filipinas Noel Torralba no centro da cidade de Surigao, para onde os sobreviventes foram transportados.

A balsa deixou a cidade de Surigao ao meio-dia deste sábado, mas o capitão da embarcação enviou um pedido de socorro cerca de três horas mais tarde depois de o barco ter parado devido a problemas no motor.

A balsa não foi encontrada quando o primeiro navio de resgate chegou na região aonde ela tinha parado, desencadeando temores que o barco tinha afundado, disse o funcionário da guarda costeira Joan Endrina, em Manila. Ondas grandes foram registradas na área do acidente, mas a região não foi diretamente afetada por uma tempestade proveniente do norte das Filipinas, acrescentou. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
FilipinasBalsaResgate

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.