Filipinos protestam em frente à embaixada dos EUA

Manifestantes entraram em confronto com a polícia nas proximidades da embaixada dos EUA nas Filipinas. Cerca de 100 pessoas marcharam para pedir o fim de um novo pacto de defesa que permitirá milhares de tropas norte-americanas permanecerem temporariamente no país.

AE, Agência Estado

04 de julho de 2014 | 04h41

Um policial e um manifestante ficaram levemente feridos. Os manifestantes tentaram invadir a embaixada e a polícia os repeliu com o uso de cassetetes e escudos. O protesto ocorre no Dia da República das Filipinas, que também é conhecido como um dia de amizade entre filipinos e norte-americanos.

Vencer Crisostomo, presidente do grupo jovem Anakbayan, afirmou que o acordo assinado entre os dois aliados em abril é desigual e representa a venda da soberania nacional. Crisostomo alertou que o acordo servirá para piorar as tensões com a China, que está envolvida em disputas territoriais no Mar do Sul da China.

O ex-congressista Teddy Casino, da Nova Aliança Patriótica, seguiu a mesma linha de pensamento e afirmou que o acordo representa uma relação neocolonial. Ele insistiu à Suprema Corte para declarar o pacto de defesa inconstitucional. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Filipinaseuaprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.