Fim da guerra ao terror está longe, diz Bush

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, afirmou que os atentados da semana passada na Arábia Saudita mostram que a luta contra o terrorismo está longe de ser concluída, e que os EUA precisam se manter em alerta. Bush acrescentou, no entanto, que progressos estão sendo feitos. "Quero dizer, estamos desmontando a rede Al-Qaeda, lentamente, mas com segurança. Mas ainda há muito trabalho a ser feito", disse Bush.O presidente afirmou que, apesar dos atentados ocorridos em Israel, o processo de paz no Oriente Médio prosseguirá. Bush observou, no entanto, que o processo não deve ser suave, diante da ameaça extremista. Bush pediu à Europa que trabalhe com os EUA para desencorajar as atividades que venham a prejudicar o processo de paz.Bush aproveitou para anunciar que intensificará as relações de seu país com as Filipinas e elevará Manila ao status de ?grande parceiro dos EUA fora da Otan". Desta forma, as Filipinas passam à mesma categoria de parceria de países como Austrália e Israel. O principal efeito do estreitamento dos laços com as Filipinas será facilitar o apoio dos EUA ao exército filipino, na guerra contra o terrorismo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.