Fim de semana de eleição deixa 29 mortos no Paquistão

Pelo menos 29 pessoas foram mortas a tiros no fim de semana em Karachi, cidade ao sul do Paquistão, quando os cidadãos elegiam um representante para substituir o legislador Raza Haider, assassinado em agosto. A violência irrompeu no sábado à noite, quando homens armados abriram fogo em várias partes da cidade.

AE, Agência Estado

18 de outubro de 2010 | 08h37

A morte de Haider, membro do Movimento Muttahida Qaumi (MQM), deu início a uma onda de violência que deixou cem mortos em uma semana. O MQM atribui ao Partido Nacional Awami a autoria dos últimos homicídios, que serviriam como tentativa de boicote à eleição. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoeleiçãoatentadosmortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.