Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Fim do asilo a Stroessner será pedido ao Brasil

Um grupo de deputados paraguaios solicitará ao governo brasileiro o cancelamento do asilo político do ex-ditador Alfredo Stroessner para que ele retorne ao Paraguai e seja submetido a um processo judicial. A informação é do presidente da comissão de Direitos Humanos do Senado, senador Luis Alberto Mauro, do Partido Encontro Nacional, de oposição.Stroessner foi afastado do poder em 1989 por um golpe de Estado, depois de liderar uma ditadura militar por 35 anos. Depois, o ex-ditador se asilou no Brasil e hoje reside em Brasília. No Paraguai, ele é acusado de corrupção e assassinatos. Segundo Mauro, várias organizações não-governamentais acompanharão a iniciativa de cancelar o asilo do ex-ditador. "Stroessner tem que responder por assassinatos, torturas, desaparecimentos de pessoas e por ter pervertido moralmente o país", disse o senador paraguaio.

Agencia Estado,

06 de fevereiro de 2001 | 18h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.