Fiocruz doa 40 toneladas de medicamentos ao Haiti

O Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos) da Fiocruz doou 40 toneladas de medicamentos às vítimas do terremoto no Haiti. O carregamento foi entregue ao Ministério da Saúde, que enviará o material ao país caribenho.

PEDRO DANTAS, Agencia Estado

25 de janeiro de 2010 | 18h33

Foram disponibilizados kits com 24 medicamentos, entre antibióticos, analgésicos, anti-inflamatórios, anti-hipertensivos, sais para reidratação oral e escabicidas (utilizados no combate à sarna). Parte do carregamento já saiu de Farmanguinhos. O material está agora na transportadora, para ser embarcado para o Haiti.

De acordo com a Fiocruz, os medicamentos fazem parte do estoque estratégico do Instituto e não prejudicam o atendimento às demandas da população brasileira. "A tragédia no Haiti teve proporções inimagináveis. Se podemos ajudar nossos irmãos haitianos, temos que fazer isso", disse o diretor de Farmanguinhos, Hayne Felipe.

Em janeiro de 2009, Farmanguinhos participou da doação de 4,71 toneladas de medicamentos para a população que permanece na Faixa de Gaza. A lista incluiu 10 mil envelopes de sais para reidratação oral e 4,36 toneladas de medicamentos para hipertensão arterial, entre outros produtos.

Tudo o que sabemos sobre:
HaititerremotodoaçõesFiocruz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.