Fita contaminada na NBC leva antraz à prefeitura de NY

O prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani, confirmou neste domingo que uma fita de vídeo enviada pelo escritório do âncora da TV NBC, Tom Brokaw, à prefeitura continha antraz. A fita foi remetida na primeira semana de outubro, antes do teste que constatou que uma assistente de Brokaw contraíra a forma cutânea da doença. O prefeito disse que não havia motivo para maiores preocupações. Segundo ele, não há evidência de que os funcionários da prefeitura tenham sido infectados pelo pacote, manuseado por quatro ou cinco pessoas. Também foi confirmada a presença de antraz no escritório de processamento de correio em um centro médico para veteranos de guerra em Washington. O porta-voz dos veteranos, Phil Budah, disse que cinco empregados do centro estão tomando antibióticos desde o dia 25 de outubro, como medida preventiva. Budah informou que os 250 pacientes do centro serão observados cuidadosamente, mas que é muito improvável que o antraz tenha se disseminado fora da área do correio, que foi fechado na quarta-feira para limpeza. "Ninguém está doente", disse o porta-voz. "Não há nenhuma indicação de que os pacientes ou outros funcionários tenham tido contato com materiais perigosos." O centro médico recebeu correspondência de Brentwood, o centro postal de Washington que processou o envelope contendo esporos de antraz enviado ao escritório do líder do Senado, Tom Daschle. Desde o mês passado, 10 americanos inalaram antraz, a forma mais perigosa de transmissão da doença. Quatro pessoas morreram.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.