Fita de Bin Laden é provavelmente autêntica, diz fonte

Um gravação em áudio atribuída ao líder extremista Osama bin Laden na qual ele oferece recompensas em ouro pela morte de autoridades dos Estados Unidos e da ONU é "provavelmente autêntica", disse em Washington uma fonte ligada à CIA, principal serviço secreto americano. No jargão dos serviços secretos, o uso do termo "provavelmente autêntico" significa que dificilmente a gravação tenha sido forjada. A gravação de 20 minutos, com data de ontem, foi publicada em duas páginas na internet conhecidas por divulgar mensagens de grupos militantes islâmicos. A voz era parecida com a de Bin Laden, assim como o vocabulário empregado na mensagem. Depois da condução de análises técnicas da gravação, o agente da CIA disse sob condição de anonimato que o serviço secreto considerou que "a voz na gravação provavelmente é de Bin Laden". A CIA não pronunciou-se oficialmente sobre o assunto. Na gravação, Bin Laden oferece dez quilos de ouro a quem matar Paul Bremer (chefe da administração dos EUA no Iraque) e outras autoridades, entre elas o secretário-geral da ONU, Kofi Annan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.