Fita implica filho de Sharon em tentativa de suborno

Um dos filhos do primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, foi implicado hoje em uma tentativa de subornopara o desenvolvimento de um empreendimento imobiliário noexterior, informou a imprensaisraelense, divulgando uma gravação inédita em áudio. De acordo com a Rádio Israel, uma fita de vídeo exibida hojeem uma corte de Tel-Aviv liga Omri Sharon a um projetoimobiliário na Grécia, contradizendo seu depoimento à polícia noinício da semana. O projeto era liderado por David Appel, umempreendedor israelense que é amigo da familia Sharon. "O projeto grego é muito complicado", diz Omri na fita. "Encontrei David Appel e ele me explicou o esquema. Se der certo, haverá dinheiro suficiente para todo mundo." A fita foi gravada em outubro de 1999 e estava em posse doempresário David Spector, ligado a Omri e Gilad, filhos deSharon. De acordo com o jornal Haaretz, autoridades israelensesacreditam que a fita possa implicar toda a família Sharon. A alegação é o mais recente desdobramento de duasinvestigações de corrupção envolvendo Sharon e seus filhos Omri,um parlamentar, e Gilad, um empresário. As investigações concentram-se em suspeitas de que ArielSharon teria obtido um financimento ilegal para sua campanha de1999 pela liderança do Partido Likud - possivelmente em troca defavores políticos - e também teria aceitado suborno de umempresário israelense para promover o empreendimento imobiliáriona Grécia quando era ministro das Relações Exteriores, na décadade 90. Sharon nega envolvimento nos dois casos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.