Flores e bandeiras americanas para Reagan, na Califórina

O ex-presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan, morto ontem aos 93 anos de uma pneumonia causada por complicações do Mal de Alzheimer, foi homenageado hoje com flores e bandeiras americanas em sua cidade natal. Líderes mundiais também lembraram de Reagan. Na Europa, ele foi lembrado por sua luta para acabar com o comunismo soviético. No Oriente Médio, alguns líderes árabes se recordaram da "era má" na política americana que "continua até hoje", pois foi durante a administração Reagan que os Estados Unidos apoiaram a invasão do Líbano por Israel em 1982. O presidente George W. Bush, na França para as comemorações dos 60 anos de Dia D, ressaltou que, há vinte anos, Reagan tinha feito a mesma viagem por causa do 40.o anivetsário do desembarque na Normandia. "Ele foi um líder corajoso e lutador pela liberdade. Hoje nós homenageamos a memória de Ronald Reagan," Bush disse."Obrigada por transformar o mundo", dizia um bilhete escrito a mão entre muitas das lembranças deixadas em Santa Mônica para o 40.º presidente americano. Planos para um funeral na capital dos Estados Unidos, Washington, provavelmente serão anunciados ainda hoje pela família.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.