ALEX SILVA/ESTADAO
ALEX SILVA/ESTADAO

Flórida pode aprovar lei de uso de aparelho que impede motorista de dirigir se pego no bafômetro

Dispositivo eletrônico seria de uso obrigatório por seis meses para as pessoas que forem condenadas pela primeira vez ao dirigir sob os efeitos do álcool

O Estado de S.Paulo

22 de março de 2017 | 08h07

MIAMI - Uma lei que obriga o uso de um dispositivo para impedir um veículo de dar a partida com um motorista condenado por dirigir alcoolizado, sem a necessidade da ordem de um juiz, avança no Legislativo da Flórida.

Segundo a iniciativa, que foi aprovada na terça-feira em um segundo comitê, o aparelho será de uso obrigatório por seis meses para as pessoas que forem condenadas pela primeira vez por dirigir sob os efeitos do álcool.

O dispositivo, que é instalado no veículo e deverá ser pago pelo infrator, detecta com um sopro o teor alcoólico sanguíneo do motorista e bloqueia o acesso caso esteja acima do permitido, ou seja, 0,08%.

Atualmente, a lei da Flórida requer que as pessoas condenadas por dirigir alcoolizadas instalem o dispositivo de bloqueio apenas se forem ordenadas por um juiz.

Se a iniciativa for aprovada, não necessitará da decisão de um juiz, e o tempo que o motorista deverá usar o dispositivo dependerá do nível do álcool detectado e da quantidade de infrações.

Nos EUA, 28 Estados e Washington requerem esse dispositivo para motoristas condenados pelo crime de dirigir alcoolizado. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.