Flotilha a Gaza foi estopim

A Turquia rompeu o diálogo com Israel em 2010, após comandos israelenses matarem nove cidadãos turcos a bordo do navio Mavi Marmara, que tentava furar o bloqueio à Faixa de Gaza. O episódio veio na esteira de desentendimentos entre líderes turcos e israelenses e da guerra de 2009 contra o Hamas, em Gaza, duramente condenada por Ancara. Para normalizar as relações, a Turquia exigia que Israel se desculpasse oficialmente pelas mortes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.