FMI declara-se pronto para retomar contato com Grécia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) informou neste domingo que está preparado para retomar os contatos com o governo da Grécia. O partido conservador Nova Democracia, apontado como vencedor do pleito, é favorável aos rigorosos programas de austeridade exigidos pelos credores internacionais de Atenas em troca de multibilionários resgates financeiros.

RICARDO GOZZI, Agência Estado

17 de junho de 2012 | 20h38

"Nós recebemos os resultados das eleições na Grécia e estamos prontos para trabalhar com o novo governo de forma a ajudar a Grécia a conquistar o objetivo de restaurar a estabilidade financeira, o crescimento econômico e a recuperação dos empregos", disse um porta-voz do FMI em Los Cabos, no México, onde terá início nesta segunda-feira a reunião do Grupo dos 20 (G-20, que reúne as nações mais industrializadas e as principais potências emergentes do mundo). As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
GréciaeleiçõescriseFMI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.