FMI prevê expansão 3,6% para produtores de petróleo

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê que os produtores de petróleo do Oriente Médio irão enfrentar um crescimento econômico consideravelmente menor este ano à medida que a renda gerada com o produto deverá cair pela metade. O FMI estima que as economias destes países - incluindo desde os mais ricos produtores do Golfo aos mais pobres, como Algeria e Iêmen - crescerão apenas 3,6% em 2009 ante uma expansão de 5,6% no ano passado. Uma grande parte da queda no crescimento vem dos preços menores do petróleo e das reduções na produção da região que devem ser efetivadas para estabilizar a queda das cotações. Segundo o FMI, os preços do petróleo devem ficar, em média, em torno de US$ 50 por barril neste ano, inferior aos US$ 100 verificados em 2008. Vários países do Golfo planejam, mesmo assim, orçamentos estatais generosos o que, de acordo com o FMI, está ajudando a estabilizar o crise econômica global.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.