FMI sobre Irlanda: Medidas não são repreensão

O Fundo Monetário Internacional afirmou hoje que as medidas de austeridade não são uma repreensão pela morosidade da economia da Irlanda, em resposta às reclamações de que o Fundo não compreendeu o impacto dessas medidas.

PATRÍCIA BRAGA, Agência Estado

20 de outubro de 2012 | 11h41

"Com a sobrecarga dos bancos, famílias, enfraquecimento no crescimento dos parceiros comerciais e uma série de fatores além da consolidação fiscal fazem parte da draga no crescimento na Irlanda", afirmou o diretor do Departamento Europeu no FMI, Ajai Chopra. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
FMIIrlandamedidas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.