FMI vai rebaixar projeção de crescimento da economia mundial, diz Lagarde

Segundo diretora-gerente do fundo, Christine Lagarde, retomada está comprometida por crise nos EUA e na Zona do euro.

BBC Brasil, BBC

24 de setembro de 2012 | 17h18

O Fundo Monetário Internacional (FMI) deverá rebaixar novamente as projeções de crescimento global quando divulgar seu balanço sobre a economia mundial em outubro.

Durante pronunciamento em Tóquio, no Japão, a diretora-gerente do fundo, Christine Lagarde, afirmou que o crescimento econômico mundial tende a "ser um pouco mais fraco" do que o previsto.

Problemas na Zona do euro e temores sobre a recuperação da economia dos Estados Unidos continuam a minar a confiança dos investidores, segundo Lagarde.

Ela também alertou para uma desaceleração em alguns países emergentes, antes responsáveis por grande parte do crescimento global nos últimos anos.

Em julho, o FMI cortou a projeção de crescimento global em 2013 para 3,9%, mas manteve inalterada a estimativa para este ano em 3,5%.

Zona do euro

Largade também elogiou as medidas tomadas recentemente pelos governos da Zona do euro e do Banco Central Europeu (BCE) para tentar sanar os problemas do bloco de moeda única.

No início deste mês, o BCE informou que compraria um número ilimitado de títulos de dívida dos países-membros em crise. "A iniciativa foi claramente um ponto de inflexão", disse Lagarde.

No entanto, a diretora-geral do FMI afirmou que a região ainda continua sendo o "epicentro" da crise.

Lagarde acrescentou que os Estados Unidos têm de evitar um misto de cortes de gastos públicos e aumento de impostos que poderia provocar "outra recessão" e afetar a "economia global". BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.