Fogo em parque no Chile é parcialmente controlado

O ministro de Interior do Chile, Rodrigo Hinzpeter, afirmou que os bombeiros do país estão conseguindo conter o avanço de um incêndio que atinge o parque nacional Torres del Paine desde terça-feira. Três das seis áreas em chamas foram controladas, mas cerca de 12.500 hectares já foram queimados.

Agência Estado

01 de janeiro de 2012 | 19h37

As autoridades do país acusam o israelense Rotem Singer, de 23 anos, de ter iniciado o incêndio, afirmando que ele não teria extinguido completamente uma fogueira num acampamento. Hoje, ele negou responsabilidade pelo ocorrido durante uma entrevista à rádio do exército israelense. "É importante que eu diga que não fui eu. Eles colocaram a culpa em mim", disse.

Caso seja condenado, Singer pode ser obrigado a pagar uma multa e a permanecer de 41 a 60 dias na prisão, embora a lei chilena permita que sentenças curtas sejam cumpridas em regime aberto, desde que a pessoa condenada apareça regularmente para prestar contas às autoridades.

Mais de 500 bombeiros estão tentando extinguir as chamas, que forçaram as autoridades a evacuar 40 turistas a e fechar o parque. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Chilefogoparque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.