Fogo mata 30 em hospital psiquiátrico na Bielo-Rússia

Um incêndio que acredita-se tenha sido provocado por um paciente destruiu completamente hoje um hospital psiquiátrico na Bielo-Rússia, matando 30internos e deixando outros 31 levemente feridos. Um pacienteestava desaparecido. Nenhum integrante do corpo médico estava no prédio quando teve início o incêndio na vila de Randilovshchina, cerca de 250 km aoeste da capital, Minsk.Uma porta-voz do presidente Alexander Lukashenko, NatalyaPetkevich, disse que o incêndio foi provocado por um pacientepiromaníaco que já tinha tentado pôr fogo no prédio duas vezesanteriormente. O interno foi morto no incêndio. Os 62 pacientes, homens e mulheres de 30 a 60 anos e cujos parentes se recusavam a cuidar deles, viviam no prédio de madeira de um andar construído em 1905, com portas trancadas e com barras nas janelas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.