Fogos saúdam novo presidente de Taiwan

O partido de oposição Nacionalistavenceu a eleição presidencial em Taiwan por uma margem folgadade votos no sábado, anunciando laços mais profundos com aChina, que considera a ilha uma província rebelde. O candidato nacionalista, ou Kuomintang (KMT), Ma Ying-jeouobteve 58 por cento dos votos, enquanto o candidato do PartidoDemocrático Progressista, Frank Hsieh, ficou com 42 por cento. "Esta não é uma vitória para nós e não é uma vitória paraos nacionalistas", disse Ma a milhares de simpatizantes nocentro de Taipei, enquanto fogos de artifício eram soltos nasruas da cidade. "O povo de Taiwan deseja um governo limpo, semcorrupção. O povo de Taiwan espera uma economia próspera. Opovo de Taiwan quer paz, ele não deseja a guerrra." Hsieh admitiu a derrota e congratulou Ma. "Eu estou muito triste. É uma derrota pessoal minha, não deTaiwan, então não fiquem tristes", disse ele. A vitória de sábado ocorre depois que os nacionalistasobtiveram mais de dois terços das cadeiras nas eleiçõeslegislativas, em janeiro, o que deu a seu partido autoridadepara levar a cabo políticas para impulsionar uma economia quefoi deixada para trás por alguns emergentes asiáticos. Ma apóia uma aproximação política e econômica com a China,que jamais descartou o uso da força para trazer Taiwan de voltaa seu controle. Ele sucede o presidente Chen Shui-bian, um ativistaanti-China que deixa o cargo em maio e que vem seguidamenteirritando Pequim com sua retórica pró-independência. A China clama Taiwan como seu território desde o final daguerra civil chinesa, em 1949. Os democratas apóiam aindependência formal, enquanto o Partido Nacionalista quer umaeventual reunificação assim que a China adotar a democracia. A eleição atraiu as atenções internacionais, com EstadosUnidos, Rússia e Grã-Bretanha criticando um referendo sobre aentrada da ilha na ONU que foi realizado em paralelo e nãoobteve o número mínimo de votos para ser considerado válido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.