REUTERS
REUTERS

Foguete cai nas proximidades da embaixada americana em Bagdá

Dezenas de investidas semelhantes aconteceram desde outubro passado

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de maio de 2020 | 20h40

BAGDÁ - Um foguete caiu na noite desta segunda-feira, 18, nas proximidades da embaixada americana em Bagdá, na chamada Zona Verde da capital iraquiana, disseram à Agência France Press fontes do setor de segurança.

Este ataque ocorre depois de mais de dezenas de investidas semelhantes contra essa representação diplomática desde outubro passado e apenas duas semanas depois da formação do novo governo no Iraque, que espera poder melhorar as relações com os Estados Unidos.

A explosão foi sentida em toda a capital e provocou o disparo das sirenes de alarme em toda a área onde fica a embaixada americana.

"O foguete causou danos materiais, mas não houve vítimas", disse um funcionário dos serviços de segurança iraquianos.

O ataque não foi reivindicado, como foram as tentativas anteriores, mas tradicionalmente os Estados Unidos responsabilizam as facções iraquianas de estar por trás dos disparos.

Os lançamentos de foguetes, que já provocaram a morte de pessoal armado americano, britânico e iraquiano, tensionaram severamente as relações entre o Iraque e os Estados Unidos.

As tensões alcançaram o ponto de ebulição em janeiro, quando os Estados Unidos mataram o general iraniano Qassim Suleimani e o comandante iraquiano Abu Mahdi al-Muhandis, em um ataque com drones em Bagdá.

Mas Estados Unidos e Iraque esperam restabelecer a relação bilateral com a chegada ao poder do primeiro-ministro, Mustafa al Kazimi, no início deste mês, com diálogos previstos para junho. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.