Maxim Shipenkov/EFE
Maxim Shipenkov/EFE

Foguete com astronauta americano e cosmonautas russos levanta voo no Casaquistão

A tripulação da Soyuz entrou na órbita designada cerca de 10 minutos após o lançamento

25 de março de 2014 | 21h37

BAIKONUR, Casaquistão - A sua relação na Terra pode estar no seu ponto mais baixo em décadas, mas os EUA e a Rússia não deixaram que seus desentendimentos sobre a Ucrânia atrapalhassem a missão espacial conjunta de ambos.

Nas primeiras horas desta quarta-feira, 26, um foguete carregando uma tripulação americana e russa para a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) foi lançado com sucesso da plataforma de Baikonur, no Casaquistão.

O foguete Soyuz levantou voo como previsto às 3h17 no horário local de quarta-feira. Ele entrou na órbita designada em cerca de 10 minutos após o lançamento. Todos os sistemas de bordo estavam funcionando perfeitamente, e a tripulação estava se sentindo bem.

A tripulação - o astronauta da Nasa Steve Swanson e os cosmonautas russos Alexander Skvortsov e Oleg Artemyev - deve acoplar a nave espacial Soyuz TMA-12M na estação menos de seis horas após o lançamento e vai permanecer em órbita por seis meses. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.