Fome piora no Haiti e 26 crianças morrem desnutridas

Trabalhadores humanitários no Haiti dizem que a crise de alimentos está pior no país caribenho. A desnutrição matou pelo menos 26 crianças nas duas últimas semanas. Max Cosci, da Organização Médicos Sem Fronteiras, diz que as crianças morreram na remota área de Baie d''Orange, no sudeste do país. O programa de alimentação das Nações Unidas afirmou que está enviando alimentos e remédios à região.As mortes aumentaram os temores de que a devastadora estação de furacões deste ano tenha agravado a crônica falta de alimentos no país mais pobre do Hemisfério Ocidental. As tempestades destruíram plantações e parte da agricultura e pecuária de subsistência, única fonte de alimentos para muitas famílias no campo. Cosci disse ontem que mais ajuda internacional é necessária, e precisa acontecer de maneira rápida. Ele definiu a situação como "extremamente frágil e perigosa".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.