Fonte nega renúncia do presidente do BC do Egito

A emissora estatal de televisão do Egito noticiou ontem que o presidente do Banco Central do país, Faruq El-Okda, havia renunciado, mas pouco depois a própria emissora divulgou outra notícia, citando uma fonte do gabinete de governo, negando a renúncia. Nos últimos dias aumentaram os rumores sobre a possível saída de Okda, em função de problemas de saúde.

AE, Agência Estado

23 de dezembro de 2012 | 09h14

Segundo a TV estatal, Okda, que presidente o banco central desde 2003, pode ser substituído por seu ex-vice, Hisham Ramez. As reservas internacionais do país despencaram nos últimos dois anos, em meio às turbulências após a queda do regime de Hosni Mubarak. Enquanto isso, os egípcios negociam há meses um empréstimo com o Fundo Monetário Internacional (FMI). As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoBCrenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.