Fora dos EUA, eleitores também vão às urnas

Americanos que moram no exterior lotaram igrejas na Itália, prefeituras na Grã-Bretanha, escolas na Espanha e até bares na Irlanda e Hong Kong para votar nas primárias da Superterça. O foco maior estava nos democratas, principalmente porque o partido permite que se vote online fora do território americano, o que não acontece entre os republicanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.