Força afegã recaptura 71 taleban foragidos

CABUL

, O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2011 | 00h00

Forças de segurança do Afeganistão recapturaram ontem 71 dos 475 presidiários - a maioria integrantes do Taleban - que haviam escapado de uma prisão de Kandahar, na segunda-feira. Autoridades afegãs reconheceram que os fugitivos tiveram o auxílio de funcionários carcerários. O episódio representa um duro revés político e militar para o governo do presidente Hamid Karzai e para as forças aliadas que ocupam o país desde 2001.

A Otan anunciou ontem que um dos líderes da Al-Qaeda no Afeganistão, o saudita Abu Hafs al-Najdi, foi morto em um ataque aéreo no dia 13 na Província de Kunar. Também conhecido como Abdul Ghani, Najdi seria o responsável pelos atentados suicidas do grupo de Osama bin Laden e pelo transporte de dinheiro da Al-Qaeda entre o Afeganistão e o Paquistão.

O Taleban disse ontem que o plano de fuga da prisão de Kandahar foi preparado ao longo de mais de cinco meses. Militantes teriam construído um túnel com poucos metros de profundidade, mas mais de cem metros de extensão entre o centro de detenção e uma residência. Os presos teriam recebido as chaves de suas celas e, então, entrado pela passagem. Pela manhã, os carcereiros encontraram a prisão vazia.

O ministro da Justiça, Habibullah Ghalib, indicou ter iniciado investigações sobre a participação de agentes de segurança na operação do Taleban. "A fuga de todos os presos por um túnel mostra que colaboradores de dentro da prisão de alguma forma deram a eles essa oportunidade", reconheceu Habibullah.

O ministro disse ainda que EUA e Canadá tinham assumido a responsabilidade de promover melhoras na segurança do centro de detenção. / NYT e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.