Força de elite do Exército está pronta para entrar em ação

Cenário: Roberto Godoy

O Estado de S.Paulo

16 de novembro de 2012 | 02h02

O Estado-Maior de Israel mantém prontos para entrar em Gaza os comandos Tzanhanin e Golani. A tropa especial tem missão definida: localizar comandantes do Hamas e destruir suas instalações. A ordem é capturar ou neutralizar os líderes. Neutralizar é apenas um modo de dizer as coisas: se não puderem ser presos, devem ser mortos. Segundo o analista Thomas Graven, do Centro de Estudos do Oriente Médio, da Universidade de Washington, a doutrina é adotada desde 1973.

Os Tzanhanin são paraquedistas, uma força de assalto clássica do Exército. Os Golani formam a mais antiga unidade de operações de comando do contingente, em atividade desde 1948. O treinamento é tão rigoroso quanto sigiloso, nem mesmo a fase básica é conhecida. Sabe-se que só 20% dos voluntários chegam até o fim do ciclo completo de 18 meses.

Apenas em 2009 o governo revelou o tipo de armamento usado, ao apresentar ao Parlamento detalhes dos gastos militares. Cada combatente leva um fuzil Tavor calibre 5.56 e uma pistola 9 mm. Todos são peritos no uso de mísseis e foguetes de porte pessoal. Um em cada dez é piloto de helicóptero.

Em dezembro de 2011 um destacamento foi designado para atuar em Hebron. Dos 125 mil habitantes, apenas cerca de 1,5 mil são judeus. Poucas semanas depois, os soldados Golani foram acusados por ONGs de defesa dos direitos humanos de "intimidação, detenção, provocação, prisão ilegal de crianças e adolescentes". Observadores da ONU relataram "invasão de domicílios, violação e destruição de propriedade e bloqueio não autorizado das estradas". Em março, o ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, disse que as ações foram "pontuais e necessárias à garantia da segurança".

Tudo o que sabemos sobre:
Paz inatingível

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.