Força de paz começa a chegar à Somália

Os primeiros soldados da força de paz da União Africana chegaram à capital da Somália, Mogadiscio, nesta terça0feira, 6. Os soldados, provenientes de Uganda, são os primeiros de uma força de 1,7 mil homens prometida pelo governo ugandense.Também está previsto o deslocamento de tropas de Gana, Burundi, Malauí e Nigéria.No entanto, até agora a União Africana conseguiu reunir apenas a metade dos 8 mil soldados previstos para a missão.A força de paz da União Africana deverá substituir as tropas etíopes, cuja intervenção, no final do ano passado, ajudou o governo de transição da Somália a expulsar as milícias islâmicas que dominavam a maior parte do país.O chefe da delegação da União Africana, Geoffrey Mugunya, disse na segunda-feira, 5, que a missão não vai interferir nos assuntos internos da Somália, mas apoiar os esforços do governo de transição para treinar suas próprias forças de segurança.Segundo a correspondente da BBC em Uganda, Karen Allen, há o temor de que, assim como ocorre em Darfur, no Sudão, a força de paz possa ser mal-equipada e em número insuficiente para cobrir a região.Allen afirma também que qualquer ataque contra os soldados de Uganda por insurgentes da Somália poderá fazer com que os outros países que irão contribuir para a força de paz mudem de idéia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.