Forças afegãs resgatam funcionários da Cruz Vermelha

O porta-voz do Ministério do Interior do Afeganistão, Sediq Sediqi, informou que forças de segurança do país resgataram nesta quarta-feira sete estrangeiros que trabalham no Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) em Jalalabad, leste afegão, após um confronto de duas horas com insurgentes numa hospedaria.

Agência Estado

29 Maio 2013 | 16h08

Sediqi disse que três mulheres e quatro homens estavam seguros depois de a polícia matar um insurgente que havia se escondido no interior do complexo. Segundo ele, uma das mulheres ficou levemente ferida.

O outro atacante havia detonado seu colete com explosivos no portão do prédio, no início do ataque, o que matou um guarda afegão, informou Sediqi. As forças de segurança realizavam buscas em prédios próximos, caso mais pessoas estejam envolvidas no ataque e tenham fugido.

Um porta-voz da Cruz Vermelha no Afeganistão, Abdul Hasib Rahimi, disse que todos os funcionários estrangeiros da organização que estavam no interior do prédio estão em segurança. Ele afirmou que foi verificado se algum funcionário afegão estava no local no momento do ataque, mas disse que os funcionários locais haviam saído uma hora antes. Rahimi disse também que os funcionários estrangeiros residem no complexo.

No total, 35 trabalhadores, dentre eles sete estrangeiros, trabalham na instalação, informou Rahimi. "Nós entramos em contado com o estrangeiros. Eles estão bem. Agora estamos entrando em contato com os funcionários afegãos, disse ele. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.