Forças anti-Kadafi entram em cidade natal do ex-ditador

Combatentes chegam até o centro de Sirte, um dos últimos redutos kadafistas, e são [br]recebidos por atiradores

, O Estado de S.Paulo

16 Setembro 2011 | 00h00

MISRATA, LÍBIA

Os revolucionários líbios avançaram ontem sobre áreas nos arredores de Sirte, cidade natal de Muamar Kadafi, na costa do Mediterrâneo. Os soldados foram recebidos pelas forças leais ao ex-ditador com disparos de foguetes, segundo o porta-voz da Brigada de Misrata, Ali Gliwan.

Segundo Gliwan, os combatentes conseguiram avançar por um acesso no sudoeste de Sirte. No centro da cidade, eles entraram em confronto com atiradores posicionados em uma torre de escritórios e membros de uma tropa de elite, protegidos por barricadas em uma das casas de verão do ex-ditador.

Jalal el-Gallal, porta-voz das forças anti-Kadafi, confirmou a operação, que teria envolvido "vários milhares de combatentes e tanques".

A extensão do avanço feito pelos revolucionários e o sucesso da ação, no entanto, não puderam ser confirmados. Na semana passada, forças do Conselho Nacional de Transição (CNT) avançaram sobre outro reduto kadafista, Bani Walid, a oeste de Sirte, mas foram obrigados a recuar em seguida.

O destino de Kadafi permanece um mistério. Soldados fiéis ao ex-ditador continuam resistindo ao avanço dos opositores na cidade de Sabha e algumas áreas no centro e sul da Líbia, como Waddan e Zillah, além de Sirte e Bani Walid.

A liberação do dinheiro líbio no exterior pode ajudar os revolucionários do CNT a vencer esses últimos territórios ainda sob domínio de tropas pró-Kadafi. A Otan continua realizando bombardeios aéreos, que atingiram ontem pelo menos 24 alvos nas proximidades de Sirte, Bani Walid, Sabha, Waddan e Zillah. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.