Forças Armadas detêm suspeito de matar diplomata americana em Ciudad Juárez

Forças Armadas detêm suspeito de matar diplomata americana em Ciudad Juárez

Um líder da quadrilha Barrio Azteca, grupo a serviço do narcotráfico mexicano, foi detido ontem por sua provável relação com o assassinato de uma diplomata americana e do marido dela em Ciudad Juárez no início do mês. Segundo fontes militares, a prisão ocorreu na sexta-feira. O nome do suspeito não foi divulgado, mas a imprensa local afirmou que o detido seria Ricardo Valles, de 45 anos. Valles é mexicano, mas tem residência legal nos EUA. Ele é considerado um dos líderes do grupo, que atua em conjunto com o Cartel de Juárez. A quadrilha é apontada como a responsável pelo ataque do dia 13, que deixou dois americanos e um mexicano mortos. Pouco depois do crime, uma equipe do FBI iniciou uma investigação para apurar as circunstâncias do crime em Ciudad Juárez, uma das regiões mais violentas do México e cenário de sangrentos confrontos entre cartéis do país, que lutam pelo controle da área ? principal porta de entrada do tráfico de drogas nos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.