Forças Armadas dos EUA acusarão marines por morte no Iraque

As Forças Armadas dos Estados Unidos apresentarão acusações contra oito marines em relação à morte de um civil na cidade iraquiana de Hamdaniya, em 16 abril, informaram nesta quarta-feira fontes militares.As denúncias contra os oito marines afirmam que eles retiraram um civil desarmado de casa e atiraram contra ele sem que tenha havido alguma provocação.Os oito suspeitos estão retidos na base de Camp Pendleton, na Califórnia, e serão acusados por assassinato, seqüestro, conspiração, roubo e apresentação de declarações oficiais falsas.Segundo as denúncias, após matarem o homem, de 52 anos, colocaram junto ao corpo um rifle e uma bola para parecer que se tratava de um insurgente que havia tentado colocar uma bomba na rodovia.O Corpo de Marines realizará nas próximas horas uma entrevista coletiva para informar as acusações.Outros militares acusadosParalelamente, o Pentágono investiga o ocorrido no dia 19 de novembro do ano passado, na cidade de Haditha, onde, segundo denúncias, outro grupo de marines matou 24 civis como represália pela morte de um de seus companheiros em uma emboscada.Além disso, na última segunda-feira, as forças armadas abriram processos contra três soldados americanos. Uma das acusações se refere ao assassinato de três iraquianos detidos em maio último.Estes três soldados enfrentam acusações que incluem assassinato, tentativa de assassinato, conspiração, ameaças e obstrução de justiça, segundo informou o exército em um comunicado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.