Forças britânicas vão caçar Bin Laden

As forças especiais britânicas (SAS) vão começar a atacar cavernas e túneis subterrâneos nas montanhas brancas do leste do Afeganistão, onde, segundo as últimas informações oficiais, se encontra Osama bin Laden, ao lado de outros líderes da organização terrorista Al-Qaeda, informou, neste domingo, o jornal londrino Sunday Times. Um esquadrão de 60 soldados britânicos foi colocado em alerta máximo para iniciar uma operação de busca de Bin Laden, que estaria escondido na rede de túneis subterrâneos de Tora Bora, no leste do país. O ministério de Defesa britânico indicou que as SAS desfecharam "com muita experiência e habilidade" as últimas operações de ataque, em que 18 afegãos morreram e quatro britânicos ficaram gravemente feridos. "Será uma operação conjunta com as forças dos EUA, que possuem soldados muito bem treinados", declarou ao jornal uma fonte do ministério. Por sua vez, o chanceler da Aliança do Norte, Abdullah Abdullah, declarou que, de acordo com as últimas informações do serviço de inteligência da coalizão, Bin Laden está escondido no sul do país.O secretário de Defesa dos EUA, Donald Rumsfeld, elogiou, neste domingo, o papel desempenhado pelas SAS em território afegão, informou a imprensa britânica."As forças especiais dos EUA se encontram no momento em terreno de ação, ajudando a coalizão e servindo junto com as forças especiais britânicas, uma das mais duras e mais bem preparadas do mundo", disse Rumsfeld. Apesar dos progressos obtidos pelas forças anglo-americanas no Afeganistão, o funcionário da Casa Branca advertiu que ainda há muitos objetivos a cumprir. "As células terroristas que nos ameaçam operam a partir de um grande número de países e, continuam as ameaças terroristas contra ambos os países, Grã-Bretanha e EUA", disse Rumsfeld. Rumsfeld disse que "atingir todos esses objetivos demandará muito sacrifício, determinação e perseverança".Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.