Forças da coalizão matam 60 talebans no Afeganistão

Ao menos 60 rebeldes talebans e quatro policiais afegãos morreram terça-feira em combates no sul do Afeganistão, onde a coalizão militar lançou vários ataques aéreos, informaram fontes oficiais afegãs nesta quarta-feira.Os confrontos aconteceram na província de Uruzgan, segundo explicou o general Rehmatullah Raufi, porta-voz do Ministério da Defesa afegão. De acordo com Raufi, os soldados afegãos realizavam uma operação de busca na área de Bala Nurghad, em Tirinkot, capital da província de Uruzgan, quando foram atacados por supostos talebans, que mataram quatro agentes.Os soldados seguiram os rebeldes e iniciaram uma ofensiva por terra e ar, com o apoio de aviões da coalizão militar liderada pelos Estados Unidos.InvestigaçãoTerça-feira, o presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, mandou abrir uma investigação sobre a morte de pelo menos 16 civis num ataque aéreo das tropas da coalizão a um povoado no sul do país.Karzai anunciou que se reuniria em breve com o comandante das forças da coalizão militar. Ele mostrou sua preocupação com a decisão das forças aéreas de bombardear uma zona civil. Mas condenou o que chamou de covardia dos terroristas por se esconderem num povoado.Na noite de domingo, um grupo de talebans, perseguido pelas tropas da coalizão, buscou refúgio no povoado de Azizi, na província de Kandahar, que em seguida foi bombardeado pelas forças aéreas lideradas pelos EUA.O porta-voz do governo provincial de Kandahar, Daoud Ahmadi, disse que 16 civis, entre eles várias crianças, morreram no ataque, embora os habitantes do local digam que o número é maior. No mesmo ataque, 80 talebans morreram, segundo um comunicado do comando da coalizão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.