Forças de Assad deixam posições estratégicas

Moradores da Síria afirmaram ontem que as forças do presidente Bashar Assad se retiraram de Hama - a quarta maior cidade do país - e diversas outras localidades ocupadas para a repressão aos protestos pela saída do líder do poder, que ocorrem há mais de três meses no país. A retirada surpreendeu ativistas e diplomatas. Os habitantes de Hama interpretaram a saída das tropas como uma vitória e celebraram a ação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.