Forças de Assad matam 22 na Síria

Pelo menos 22 pessoas, entre elas 4 menores, morreram ontem na Síria em consequência da tortura e de disparos das forças de segurança. A informação foi divulgada pelo Observatório Sírio de Direitos Humanos, organização opositora com sede em Londres.

Cairo,

25 de dezembro de 2011 | 03h00

O grupo pediu ontem à missão de observadores da Liga Árabe que visite urgentemente as áreas mais afetadas pela repressão do regime de Bashar Assad - alguns integrantes da missão já estão na Síria.

Em comunicado, os opositores indicaram que quatro corpos com marcas de tortura apareceram na localidade de Haula, na Província de Homs. As vítimas haviam sido detidas horas antes. A maioria dos assassinatos, de acordo com o Observatório, foi registrada na cidade de Homs e na Província de Deraa, no sul do país. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.