Forças de Israel matam líder do Hamas em Gaza

Helicópteros israelensesdispararam mísseis contra um automóvel hoje, matando um dosprincipais dirigentes políticos do Hamas e três de seusguarda-costas. O ataque ocorreu um dia depois de a milíciaislâmica ter assumido a responsabilidade por um ataque que matouduas pessoas em um assentamento judeu e por um atentado suicidaque deixou 16 mortos. O alvo aparente do ataque de hoje foi Ibrahim Makadmeh, de 51anos, uma figura-chave do Hamas, acusado de planejar váriosataques terroristas que mataram pelo menos 28 israelenses. Makadmeh foi o mais alto expoente palestino assassinado desdeque as forças de Israel matou Abu Ali Mustafa, da Frente Popularpara a Libertação da Palestina, em agosto de 2001. No ataque de hoje, janelas de várias lojas e casas na Cidadede Gaza foram destroçadas com a força da explosão dos mísseis.Vários automóveis foram incendiados nas ruas. Várias pessoas ficaram feridas na ofensiva, incluindo umacujo estado é crítico, disseram fontes médicas. O Exército de Israel não comentou de imediato o ataque.Já o braço armado do Movimento de ResistênciaIslâmica Palestino (Hamas) recebeu ordens de assassinardeputados e ministros israelenses. O anúncio foi feito depois da morte do dirigente político do Hamas no ataque do exército israelense. Hoje, em Ramallah, a Organizaçãopara Libertação da Palestina aprovou o nome de Mahmud Abbas comoprimeiro-ministro da Autoridade Nacional Palestina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.