Forças de Kadafi prendem três jornalistas na Líbia

Três jornalistas ocidentais que desapareceram na semana passada no leste da Líbia, incluindo dois da agência France Presse, foram presos por forças leais ao governante Muamar Kadafi, disse o motorista deles.

AE, Agência Estado

22 de março de 2011 | 13h42

Os jornalistas da AFP Dave Clark e Roberto Schmidt e o fotógrafo Getty Joe Raedle não mantêm contato com suas empresas e famílias desde a noite de sexta-feira. O motorista Mohammed Hamed disse à France Presse que na manhã de sábado ele levou os três jornalistas a Tobruk, no caminho para Ajdabiya, onde partidários de Kadafi lutam com rebeldes.

A alguns quilômetros de Ajdabiya, eles encontraram um comboio de jipes militares e veículos de transporte. Tentaram voltar, mas foram capturados pelos soldados e presos, relatou o motorista. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Líbiaataquesjornalistasprisões

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.