O Estado de S.Paulo

08 de novembro de 2011 | 03h01

Seis militantes islâmicos foram mortos ontem pelas forças leais ao presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, em Zinjibar, capital de Abyan, no sul do país. No sábado, o Exército iemenita havia matado outros cinco radicais na cidade. Vários militares teriam sido feridos no combate, que se estendeu até a madrugada de ontem. Aproveitando-se das manifestações que há nove meses exigem a deposição do presidente, rebeldes suspeitos de ligação com a Al-Qaeda têm tomado diversas localidades da região.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.