Forças de segurança argelinas matam líder terrorista

As forças de segurança argelina confirmaram que Budhib Djamel, um dos líderes do Grupo Salafista para a Pregação e o Combate (GSPC), morreu na quinta-feira passada, na província de Boumerdès, afirmou neste sábado o jornal argelino "Liberté".Budhib e um de seus auxiliares caíram numa emboscada numa região montanhosa do município de Amal, cerca de 25 quilômetros a leste de Boumerdès. Eles estavam armados com dois fuzis-metralhadores e tinham material de propaganda do GSPC.O líder havia se retirado para as montanhas em 1995, com a missão de organizar assassinatos e seqüestros na província. Conhecido como Emir de Djerrah, ele comandou seqüestros que levaram grandes somas de dinheiro aos cofres do grupo terrorista, acrescenta o jornal.O GSPC, filiado à rede Al Qaeda, rejeita as propostas de perdão e anistia oferecidas pelo Governo, afirmando em seus panfletos que continuará a "guerra santa".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.